domingo, 12 de junho de 2011

Amor, namoro, paixão...




Os ventos que as vezes tiram
algo que amamos, são os
mesmos que trazem algo que
aprendemos a amar...
Por isso não devemos chorar
pelo que nos foi tirado e sim,
aprender a amar o que nos foi
dado.Pois tudo aquilo que é
realmente nosso, nunca se vai
para sempre...



Bob Marley






Amor não é se envolver com a pessoa perfeita,
aquela dos nossos sonhos.
Não existem príncipes nem princesas.
Encare a outra pessoa de forma sincera e real, 
exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos.
O amor só é lindo, 
quando encontramos alguém que nos transforme no
 melhor que podemos ser.





Que fascínio é namorar!
Andar abraçadinhos a passear,
Beijar na boca, se acariciar,
Agradar, só por agradar.

O namoro é a maga fase
Da puberdade da relação,
É quando palmilhamos a nossa
Mais íntima e intrínseca descoberta.

É o sentimento do firmamento,
A formação da convicção
De que somos um par, ou não.
Em verdade, a corte é o tempo
E o templo da contemplação.

É o coração de porta aberta,
Como semideus da adoração,
Enfim, é a prefação da paixão 

O namoro é ainda, a câmara
Que ensaia o romantismo,
Que nos checa o proceder,
Que nos revela um ao outro,
Que mostra como vamos ser:
Como vamos nos portar e
Importar com aquela a quem
Vamos amar.

6 comentários:

Đeh Olliveira ♪ disse...

Muito Lindo Mila !!!

Ahh o amor ... existe coisa melhor?!

Bjs e uma ótima semana.

retiscencias... disse...

oh amorr existe dentro de cada um... eu pensei qe numca ia axar meu grande amor...
ate te conhecer xu...
agradeco a Deus todos os dias por ele ter me dadooo .. e por termos essa linda relacaoo nenem..
te amo amo e amo

Van disse...

Lindos pensamentos e poema

o amor enche até os olhos qd lido, imagine qd vivido

beijos Mila

Anônimo disse...

Se não fosse a tradução de uma poesia italiana esse poeta estaria de parabéns, pena que não coloca o nome do autor e assina como antonio poeta.

Muito triste o plágio.

PORTAL ANTÔNIO POETA disse...

Bom Dia Mila!
Essa pessoa que postou essa barbaridade sobre meu poema e se identifica como anônimo, deveria retornar aqui e comprovar a sandice que disse, pois escrever e não assumir uma identidade é complicado.
Mila, vc poderia me contar, como chegou até a esse meu Poema, talvez isso, me desse alguma pista de quem é essa pessoa "anônima!
Por favor Mila, me escreva revistadepoesias@hotmail.com
Antônio Poeta

portalantoniopoeta2 disse...

Por favor Mila, dê uma solução a esse caso: Ou vc retira daqui esse coento irresponsável do tal "anônimo" ou retira o meu poema, que aliás, está incomleto, sem o título e sem parte a final do mesmo.
Antônio Poeta