sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Desejos para 2012


Em 2011 vivi muitas alegrias...realizei alguns sonhos...uns planejados...e outros que nem sabia que existiam.
...chorei...sorri...vi belas paisagens..mas também vi cenas que não deseja ver. e agora faltando tão pouco para 2012..
...desejo que 2012 seja doce...que a paz prevaleça, junto do amor
.....que haja justiça...e esperança
....que nos tornemos pessoas melhores.
Desejo que...
Que cada lágrima derramada em 2011, torne-se sorrisos em 2012...que a dor da perda transforme-se em lembranças de momentos bons.
....Que em 2012 as pessoas amem mais e sofram menos por causa de outras. Que entendam que há sempre um caminho para felicidade, mesmo que o que as leve para lá não seja aquele trajeto tão cuidadosamente planejado. Que descubram, no novo e por vezes improvisado caminho, o riacho límpido que perderiam se não houvesse o desvio feito a contragosto. E que não destruam o caminho caminhado, pois foi ele que lhes trouxe até aqui.
...Que em 2012 as inevitáveis lágrimas que rolarem em nossas faces sirvam para enxágue da alma. Que sirvam para limpar os olhos dos travos de amargura que porventura tenham tocado a boca de nosso espírito. Que as lágrimas vertidas sirvam para regar o verde do jardim de nossa alma, por vezes cinzentas. A dor é o maior aprendizado do ser humano. Sempre haverá algo a doer. Quanto mais cedo reagimos e aprendemos a domesticá-la, mais cedo creio que seremos mais serenos e lépidos diante das drummondianas pedras no meio do caminho.
...Que em 2012 a saudade venha e venha forte. Só sente saudade quem viveu intensamente. Que haja vida intensa no ano que rebenta. Que essa intensidade não signifique assoberbamento, mas compactação, viçosidade e viscosidade ao vinho da celebração aos fatos. Que brindemos à vida sem ficar de porre, mas apenas levemente felizes.
...Que 2012, enfim, seja seu ano. Ao desejar um 2012 maravilhoso, peço a você que me lê para não esquecer algo fundamental: de bater um papo com Deus nas suas mais diversas formas. Sempre faz bem.
Meu último, mas nem por isso menos importante, desejo é o de que em 2012 minha lista de desejos tenha apenas uma frase: um 2013 igual a 2012: feliz. Aliás, feliz é uma palavra muito linda.


sexta-feira, 16 de dezembro de 2011


Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.
Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.
Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.
E porque a vida é assim,
Desejo ainda que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.
Desejo depois que você seja útil,
Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.
Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.
Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.
Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.
Desejo que você descubra ,
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.
Desejo ainda que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque, assim, você sesentirá bem por nada.
Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.
Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
Eque pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga `Isso é meu`,
Só para que fique bem claro quem é o dono dequem.
Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar esofrer sem se culpar.
Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
Eque se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.
E se tudo isso acontecer,

Não tenho mais nada a te desejar.

Victor Hugo

Estou de volta...

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Quando o amor te chama...


Quando o amor vos chamar, 
Segui-o, embora seus caminhos 
Sejam agrestes e escarpados;
e quando ele vos envolver com suas asas, cedei-lhe, 
Embora a espada oculta na sua plumagem possa ferir-vos; 
E quando ele vos falar, 
Acreditai nele, 
Embora sua voz possa despedaçar 
Vossos sonhos como o vento devasta o jardim. 
Pois, da mesma forma que o amor vos coroa, assim ele vos crucifica.
 E da mesma forma que contribui
 Para vosso crescimento, 
Trabalha para vossa queda.
 E da mesma forma que alcança vossa altura e acaricia vossos ramos mais tenros 
Que se embalam ao sol, 
Assim também desce até vossas raízes e as sacode no seu apego à terra. 
Como feixes de trigo, ele vos aperta junto ao seu coração.
Ele vos debulha para expor vossa nudez.
Ele vos peneira para libertar-vos das palhas.
Ele vos mói até a extrema brancura.
Ele vos amassa 
Até que vos torneis maleáveis.
 Então, ele vos leva ao fogo sagrado 
E vos transforma no pão místico 
Do banquete divino.
Todas essas coisas, o amor operará em vós para que conheçais 
Os segredos de vossos corações.
E com esse conhecimento, 
Vos convertais no pão místico Do banquete divino. 
Todavia, se no vosso temor,
 Procurardes somente a paz do amor 
E o gozo do amor,
 Então seria melhor para vós que cobrísseis vossa nudez e abandonásseis a eira do amor, para entrar num mundo sem estações,onde rireis, 
Mas não todos os vossos risos, 
E chorareis,
 Mas não todas as vossas lágrimas. 
O amor nada dá senão de si próprio e nada recebe senão de si próprio.
O amor não possui, nem se deixa possuir.
Porque o amor basta-se a si mesmo. 
Quando um de vós ama, que não diga:
“Deus está no meu coração”,mas que diga antes:"Eu estou no coração de Deus”. 
E não imagineis que possais dirigir o curso do amor, pois o amor, se vos achar dignos, determinará ele próprio o vosso curso.
 O amor não tem outro desejo Senão o de atingir a sua plenitude. 
Se, contudo, amardes 
E precisardes ter desejos, 
Sejam estes os vossos desejos: De vos diluirdes no amor 
E serdes como um riacho
 Que canta sua melodia para a noite; 
De conhecerdes a dor
 De sentir ternura demasiada;de ficardes feridos 
Por vossa própria compreensão do amor
 E de sangrardes de boa vontade
 E com alegria; 
De acordardes na aurora
 Com o coração alado 
E agradecerdes por um novo dia de amor;
 De descansardes ao meio-dia
 E meditardes sobre o êxtase do amor; 
De voltardes para casa à noite com gratidão; e de adormecerdes 
Com uma prece no coração
 Para o bem-amado,e nos lábios uma canção de bem-aventurança.


Kahlil Gilbran

quinta-feira, 16 de junho de 2011

domingo, 12 de junho de 2011

Amor, namoro, paixão...




Os ventos que as vezes tiram
algo que amamos, são os
mesmos que trazem algo que
aprendemos a amar...
Por isso não devemos chorar
pelo que nos foi tirado e sim,
aprender a amar o que nos foi
dado.Pois tudo aquilo que é
realmente nosso, nunca se vai
para sempre...



Bob Marley






Amor não é se envolver com a pessoa perfeita,
aquela dos nossos sonhos.
Não existem príncipes nem princesas.
Encare a outra pessoa de forma sincera e real, 
exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos.
O amor só é lindo, 
quando encontramos alguém que nos transforme no
 melhor que podemos ser.





Que fascínio é namorar!
Andar abraçadinhos a passear,
Beijar na boca, se acariciar,
Agradar, só por agradar.

O namoro é a maga fase
Da puberdade da relação,
É quando palmilhamos a nossa
Mais íntima e intrínseca descoberta.

É o sentimento do firmamento,
A formação da convicção
De que somos um par, ou não.
Em verdade, a corte é o tempo
E o templo da contemplação.

É o coração de porta aberta,
Como semideus da adoração,
Enfim, é a prefação da paixão 

O namoro é ainda, a câmara
Que ensaia o romantismo,
Que nos checa o proceder,
Que nos revela um ao outro,
Que mostra como vamos ser:
Como vamos nos portar e
Importar com aquela a quem
Vamos amar.

segunda-feira, 6 de junho de 2011



Vejo-te só a ti no azul dos céus,

Olhando a nuvem de oiro que flutua…
Ó minha perfeição que criou Deus
E que num dia lindo me fez sua!

Nos vultos que diviso pela rua,

Que cruzam os seus passos com os meus…
Minha boca tem fome só da tua!
Meus olhos têm sede só dos teus!

Sombra da tua sombra, doce e calma,
Sou a grande quimera da tua alma

E, sem viver, ando a viver contigo…



Deixa-me andar assim no teu caminho
Por toda a vida, amor, devagarinho,
Até a Morte me levar consigo.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Presta Atenção...



Presta atenção em seus pensamentos, pois eles se tornarão palavras. Presta atenção em tuas palavras, pois elas se tornarão atos.
Presta atenção em teus atos, pois eles se tornarão hábitos. Presta atenção em teus hábitos, pois eles se tornarão seu caráter.
Presta atenção em teu caráter, pois ele determinará seu destino.
Talmude

Tudo começa a partir de um pensamento!

segunda-feira, 30 de maio de 2011


Eu quero mais. Mais paz. Mais saúde. Mais poesia. Mais verdade. Mais noites bem dormidas. Mais noites em claro. Mais sorrisos, beijos e aquela rima grudada na boca. 




Caio F. de Abreu

sábado, 28 de maio de 2011

Frio


Um dia frio, sem o brilho do sol.
O frio do vento que toca minha pele
e me faz desejar seus braços para me aquecer
O Frio que me faz sentir um enorme vazio....
Um dia cheio de saudades...


domingo, 22 de maio de 2011




Gosto de ver como as coisas são transitórias, mas são as mesmas
Os grãos de areia mudam com o vento, se reagrupam e ainda assim são dunas....
ou são o caminho, a margem ou o fundo do mar....
Há beleza na descontrução.....
Sou um grãozinho, uma gota.... sou o universo.
Pretensão?
Não. sensação....


Carolina Salsides

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Fabriquemos pérolas...




A pérola é o resultado da entrada de uma substância estranha, ou um grão de areia, no interior da concha que contém a ostra. A parte interna da concha é uma substância lustrosa chamada nácar. Quando um grão de areia nela penetra, as células do nácar entram em ação e recobrem o grão com várias camadas, para proteger o corpo indefeso da ostra.
Como resultado, uma linda pérola vai se formando no seu interior. Uma ostra que nunca foi ferida não produzirá pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada.
Devemos cubrir nossa magoas com camadas e camadas de perdão e amor.
Infelizmente, são poucas as pessoas que aprendem a não cultivar ressentimentos, e por isso deixam as feridas abertas, alimentando-as com sentimentos inferiores, não permitindo que cicatrizem, e daí o haver tantas ostras vazias!
Não porque não tenham sido feridas, mas porque não souberam compreender, perdoar e transformar a dor em amor. Fabriquemos pérolas!


quarta-feira, 11 de maio de 2011



Tudo neste mundo tem seu tempo;
Cada coisa tem sua ocasião.

Há um tempo de nascer e tempo de morrer;
 Tempo de derrubar e tempo de construir.

Há tempo de ficar triste e tempo de se alegrar;
Tempo de chorar e tempo de dançar;
Tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntá-las;
Tempo de abraçar e tempo de afastar.

Há tempo de procurar e tempo de perder;
Tempo de economizar e tempo de desperdiçar;
Tempo de rasgar e tempo de remendar;
Tempo de ficar calado e tempo de falar.

Há tempo de amar e tempo de odiar;
Tempo de guerra e tempo de paz.

Eclesiastes 3, 1-8

A minha felicidade é determinada por Deus, 
no tempo Dele e não no meu.

Sorteio



Estou participando de um sorteio de joias da designer Eliana Colognese

São lindas...clik no link e saiba com participar tambem.

domingo, 8 de maio de 2011

Quando Deus criou as mães...



No dia em que Deus criou as mães, um anjo apareceu-lhe e disse:
-Por que esta criação está lhe deixando tão inquieto senhor?
E o Senhor Deus respondeu-lhe:
-Você já leu as especificações desta encomenda?
Ela tem que ser totalmente lavável, mas não pode ser de plástico.
Deve ter 180 partes móveis e substituíveis, funcionar à base de café e sobras de comida. Ter um colo macio que sirva de travesseiro para as crianças.
Um beijo que tenha o dom de curar qualquer coisa, desde um ferimento até as dores de uma paixão, e ainda ter seis pares de mãos.
O anjo balançou lentamente a cabeça e disse-lhe:
-Seis pares de mãos Senhor? Parece impossível?!
-Mas o problema não é esse, falou o Senhor Deus - e os três pares de olhos que essa criatura tem que ter?
O anjo, num sobressalto, perguntou-lhe:
-E tem isso no modelo padrão?
O Senhor Deus assentiu:
-Um par de olhos para ver através de portas fechadas, para quando se perguntar o que as crianças estão fazendo lá dentro (embora ela já saiba); outro par na parte posterior da cabeça, para ver o que não deveria, mas precisa saber, e naturalmente os olhos normais, capazes de consolar uma criança em prantos, dizendo-lhe: "Eu te compreendo e te amo!" - sem dizer uma palavra.
E o anjo mais uma vez comenta:
-Senhor... já é hora de dormir. Amanhã é outro dia.
Mas o Senhor Deus explicou-lhe:
-Não posso, já está quase pronta. Já tenho um modelo que se cura sozinho quando adoece, que consegue alimentar uma família de seis pessoas com meio quilo de carne moída e consegue convencer uma criança de 9 anos a tomar banho...
O anjo rodeou vagarosamente o modelo e falou:
-É muito delicada, Senhor!
Mas o Senhor Deus disse entusiasmado:
-Mas é muito resistente! Você não imagina o que esta pessoa pode fazer ou suportar!
O anjo, analisando melhor a criação, observa:
-Há um vazamento ali, Senhor...
-Não é um simples vazamento, é uma lágrima! E esta serve para expressar alegrias, tristezas, dores, solidão, orgulho e outros sentimentos.
-Vós sois um gênio, Senhor! - disse o anjo entusiasmado com a criação.
-Mas disse o Senhor: isso não fui eu que coloquei. Apareceu assim...


sábado, 7 de maio de 2011


Mas é preciso ter manha, é preciso ter graça
É preciso ter sonho, sempre!
Quem traz na pele essa marca
Possui a estranha mania
de ter fé na vida.



Maria,Maria - Nilton Nascimento 
e Fernando Brant

quarta-feira, 4 de maio de 2011


Dificuldades esmurram as portas da nossa paz, 

mas é o Amor que tem as chaves da nossa casa.





Renata Fagundes